02/04/2014

Sem dores, sem cores



A poesia está crua ainda.
Não passa de um amontoado
de frases a esmo.
Pode ser que não sejam
inteiramente maus os seus versos,
mas guarde-os no bolso.

A poesia tem que ter
marcas da sua última surra.
Um poeta sem dores
escreve sem paixão.

A poesia não é hobby nem profissão.
É um parto.
É a condição.

(Eliano Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores